Cai o mito

Um estudo da Mozilla Foundation com mais de 37 mil usuários em 91 países mostra que o algoritmo do YouTube não se baseia nas suas escolhas e promove radicalização.

Read →